VALE DAS FLORES

VALE DAS FLORES
Clique no banner acima para saber mais

Justiça concede habeas corpus para Júnior Nenzim



Manoel Mariano Filho, o Júnior Nenzim, é acusado de matar o pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Souza, o Nenzim.

Imirante 

SÃO LUÍS - Nesta segunda-feira (7) a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) deferiu o pedido de habeas corpus para Manoel Mariano Filho, o Júnior Nenzim. Ele é acusado de matar o pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Souza, o Nenzim, em dezembro de 2017.

Com a decisão do TJ, o acusado vai responder ao processo em liberdade, enquanto aguarda o julgamento. Manoel Mariano Filho, o Júnior Nenzim estava preso desde dezembro de 2017, após ter sido apontado como principal suspeito de ter assassinado o pai.

Ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Souza, o Nenzim.

Relembre o caso:

Três vezes prefeito de Barra do Corda, Nenzin foi assassinado na manhã do dia 6 de dezembro de 2017, quando estava dentro de um carro na zona rural do município, ao lado de Júnior do Nenzin. Na primeira versão do crime, descrita por Júnior, o ex-prefeito desceu do carro para urinar, quando teria sido abordado por dois homens, que estavam em uma motocicleta e efetuaram vários disparos. O secretário de Segurança, Jefferson Portela, revelou que Júnior do Nenzin não prestou socorro imediato ao pai depois do crime.

“Ao invés de seguir diretamente para um hospital, o carro circulou no interior de um condomínio, e depois foi para a casa de uma terceira pessoa. Só depois disso, foram para o hospital. Foram 38 minutos para chegar na unidade médica, sendo que a distância para o local do crime era de cinco minutos. Isso chama a atenção”, declarou o secretário.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon