Chapadinha: Novo decreto prevê multa de R$ 100,00 a R$ 2 Mil a quem descumprir uso de máscaras


Funcionamento de Comércio Essencial em Chapadinha tem novas regras e horários; Suspensão do Funcionamento de Templos é Mantida

SECOM - Foto: arquivo Secom

O prefeito Magno Bacelar editou decreto regulamentando o funcionamento do comércio considerado essencial de acordo com medidas de proteção para enfrentamento e prevenção da transmissão do COVID-19, estabeleceu multas pra quem não usar máscaras e manteve a suspensão do funcionamento de templos.

De acordo com o novo decreto, oficinas mecânicas e borracharias, lojas que vendem produtos para animais, comercialização de insumos agropecuários, medicamentos de uso veterinários, vacinas, material genéticos, defensivos agrícolas, venda de gás, malharias e armarinhos para confecção ou venda, exclusivamente, de máscaras ou insumos necessários, funcionarão das 8 horas às 14 horas, a partir do dia 06 de maio.

Pelo decreto outros segmentos considerados essenciais como supermercados, mercearias, farmácias, postos de combustíveis e outros mantém a horário de funcionamento sem restrição.

O decreto mantém suspensas as atividades em templos religiosos: “fica proibida a reunião de pessoas em templos religiosos localizados no município até o dia 15 de maio”, diz o artigo 4º do decreto.

O uso de máscaras também passa a ser obrigatório e com previsão de multa para casos de desobediência. “Em todos os locais públicos e de uso coletivo, ainda que privados, cujo funcionamento seja autorizado na forma deste decreto, é obrigatório o uso de máscaras de proteção, descartáveis, caseiras ou reutilizáveis”, diz o decreto.

O descumprimento das determinações do uso de máscaras resultará no pagamento de multa de R$ 100,00(cem reais) à R$ 2.000,00(dois mil reais), de acordo com a capacidade econômica do infrator e eventual reincidência”, finaliza o decreto cuja a íntegra do está disponível abaixo.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon